Muitas pessoas acharam infeliz a ideia de fazer um vídeo de comédia onde o personagem, interpreta um personagem com Alzheimer.

Sabemos que não é politicamente correto fazer graça com as dificuldades dos outros, mas nesse caso o humor foi muito bem empregado, criou uma situação engraçada e não diminuiu ou ridicularizou os portadores da síndrome. É uma esquete que pode gerar polêmica, embora não mereça.

Assistam: