Ultimamente esse é o tema de discussão entre cientistas, historiadores, cristãos, e curiosos em geral, as informações a seguir foram coletadas em diversos sites e foruns da internet, logo, o Jornal o Cotidiano não tem opinião formada sobre o caso.

Cada Sol está ligado a outro Sol, que é seu duplo (SEGUNDO SOL) ou seu triplo, e o duplo do nosso Sol chama-se Hercólubus, também chamado por nossos cientistas de Planeta X, Nemesis, (alguns usam equivocadamente o termo Nibiru) é o gêmeo solar que volta no plano do eclíptico no qual giram os planetas; então, Hercólubus, de fato, não é um Planeta, é uma estrela (uma estrela sombra, Estrela Anã), que intervém aproximadamente a cada 3.600 anos.
Por se tratar de uma Estrela Anã (*), é Visível com lunetas com visão infravermelho, e como o sol está à frente, não podemos ainda vê-lo aos “olhos da carne”, exceto talvez ao nascer ou ao pôr-do-sol, por enquanto, apenas em alguns lugares do planeta.
Para se ter uma ideia do seu tamanho, ele é de 3 a 4 vezes maior que Júpiter

As grandes modificações climáticas estão diretamente ligadas a Hercólubus, pois, devido o seu tamanho, ele exerce influência nos 4 elementos da Natureza, onde percebemos cada vez mais:TERREMOTOS, VULCÕES, FURACÕES, ENCHENTES, etc. Fato este que, estamos acompanhando as notícias, dessas grandes “Transformações” que estão ocorrendo.

Além do aumento das grandes modificações climáticas, outro fator que indica sua proximidade, são asExplosões Solares, que até mesmo os cientistas ficaram EMBASBACADOS, pois eles previam um aumento dessas explosões somente para 2013, e agora no início de 2012, já aconteceram várias explosões solares.
Wikipedia
(*) Estrela Anã (Brown dwarfs):Uma anã marrom é um corpo de pouca luminosidade que não consegue iniciar a fusão de hidrogênio em seu núcleo. Sendo mais pesada que um planeta, mas não tão maciça quanto uma estrela.
Possuem uma massa superior a 13, mas inferior a 75 vezes a massa de Júpiter. Devido ao processo de degeneração, elas apresentam um tamanho muito próximo de Júpiter e uma luminosidade muito fraca e avermelhada e não marrom como o nome pode erroneamente sugerir. Por causa dessa fraca luminosidade, sua luz se situa na faixa do infravermelho próximo do espectro.
Alcançam temperaturas de aproximadamente 1000 a 3400 K (727 a 3127 celcius). São encontradas em sua maioria em sistemas binários, orbitando estrelas de massa baixa.

Nota Segundo Sol: Esta matéria saiu num jornal Argentino online - elintransigente.com. O redator utilizou equivocadamente o termo Nibiru, porém esclarecemos que Nibiru foi “expulso” do nosso sistema solar, e o que vem é Hercólubus, veja esta publicação: NÃO CONFUNDA: Hercólubus e Nibiru são “coisas” completamente diferentes! leia o artigo:

 

Elintransigente.com- Os russos já não ocultam que o chamado Planeta X ou Nibiru segundo outros, se aproxima da Terra, e suas consequências podem chegar a ser catastróficas.

No céu há um novo objeto, um ponto avermelhado anteriormente só observado por astrônomos, mas após maio de 2012, pode ser visto a simples vista. Este seria o planeta obscuro Nibiru; as probabilidades da existência deste planeta em nosso sistema solar a NASA só o reconheceu em 1982.

Há 5,000 anos os sumérios o nomearam de “Disco Alado” e argumentam que o aparecimento de Nibiru no céu representava ameaça mortal.

A queda dos asteroides na terra já não é relevante, a humanidade espera eventos bem mais grandiosos, a aproximação na Terra de outro planeta, Nibiru, que passará tão perto que ocasionará consequências para toda a humanidade e serão catastróficas já que o Planeta X é muito maior que a Terra, consequentemente, a força gravitacional também é maior.

Esta aproximação ocorrerá no final do 2012 quando os planetas estarão em seu máximo, poderia mudar a rotação da terra ou inverter os pólos, uma nova era de gelo, inundações e extermínio de 2/3 de toda a vida na superfície da terra ou possivelmente de toda humanidade.

Uma vez a cada 3, 600 anos Nibiru se aproxima do nosso sistema solar, de acordo com cálculos, este planeta será visível no final do 2012 a simples vista no hemisfério sul (Antártica) e em 21 de dezembro do 2012, passará próximo da Terra e será visto no céu como um Segundo Sol avermelhado, coincidência ou não, neste dia termina a era no calendário dos Maias, disto bem sabiam os sumérios, como a NASA também o sabe mas em lições de Astronomia não dizer-se-á nada, nem sequer uma palavra sobre Nibiru, recordem deste nome porque está se aproximando; em 1972 Joseph Brady da universidade de Califórnia descreveu que um planeta desconhecido causou distúrbio gravitacional no cometa Halley.

Documentário Completo: Nêmesis, A gêmea maligna do Sol

Avistamentos do segundo sol

Segundo Sol registrado em Phoenix-Estados Unidos em 14 de novembro de 2012

Segundo Sol registrado em Picos-Piauí/Brasil em 18 de novembro de 2012